• Dia do Índio

Dia do Índio

Desde o dia 19 de abril de 1940 é celebrado mundialmente o dia do Índio, no Brasil a data só foi oficializada 3 anos depois pela então Presidente Getúlio Vargas. Essa data foi escolhida para lembrarmos dos povos que se espraiavam Brasil à fora fazendo da natureza sua fonte de alimento, abrigo, espiritualidade e conhecimento. Atualmente, dos mais de 3 milhões de indígenas que moravam aqui em 1500, a população reconhecidamente indígena do Brasil gira apenas em torno de 900 mil, divididos em 305 etnias que falam 274 línguas diferentes, sem contar, é claro, as tribos que estão encravadas no coração da nossa selva amazônica ainda não contatadas.

Mas vamos deixar a frieza dos números um pouco de lado e vamos pensar na grande importância que a cultura indígena tem até hoje em nossas vidas. As vezes deixamos passar despercebido, mas temos muito do modo de vida indígena entremeado no nosso dia-a-dia, como nos inúmeros nomes das cidades em que moramos ou até mesmo dos vários estados brasileiros que tiveram seus nomes derivados de palavras indígenas, como Paraná, Sergipe, Amapá, Goiás, entre tantos outros. Na culinária herdamos o costume de nos maravilharmos com as deliciosas frutas, folhas, verduras e até mesma algumas técnicas mais rebuscadas de cozinha como o peixe assado na folha de bananeira ou patioba, o beiju, a tapioca e outras gostosuras que hoje estão presentes na mesa de brasileiros de norte à sul, e por que não, até mesmo no mundo à fora.

Na medicina não é diferente, não é muito difícil tomarmos um chá de ervas para ajudar a curar aquela dor de cabeça, ou o mal-estar de um pós-festa ou ainda aquela dorzinha de estômago chata, dificilmente teríamos acesso a esse tipo de medicamentos se não fosse a excepcional relação que nossos indígenas têm com tudo de bom que a natureza pode nos oferecer. Não é demais lembrar que nosso costume de tomar banho várias vezes ao dia também foi herdado deles, afinal quem não gosta da maravilhosa sensação de frescor de um banho logo após aquele dia pesado de trabalho?

Porém, muito mais importante que as curiosidades mencionadas acima, o índio está presente em todo brasileiro, senão, em seu sangue como consequência da exuberante miscigenação brasileira, está na nossa personalidade, está na nossa alegria de viver, na nossa simpatia. Fundamos nossas raízes e nos desenvolvemos do jeito que somos graças a eles, e por isso devemos ser muito gratos. Nos resta agora a missão de sermos tão gentis com eles como eles foram conosco, de reconhece-los como nossos irmãos e como a peça fundamental de identidade do nosso país. Feliz dia do índio para nós, que mesmo sem perceber somos um pouquinho índios também.